John Adams – Minissérie

JohnAdams_HBOJOHN ADAMS, EUA, 2007. https://i1.wp.com/i.istockimg.com/file_thumbview_approve/18661172/3/stock-photo-18661172-five-pointed-star.jpghttps://i1.wp.com/i.istockimg.com/file_thumbview_approve/18661172/3/stock-photo-18661172-five-pointed-star.jpghttps://i1.wp.com/i.istockimg.com/file_thumbview_approve/18661172/3/stock-photo-18661172-five-pointed-star.jpghttps://i1.wp.com/i.istockimg.com/file_thumbview_approve/18661172/3/stock-photo-18661172-five-pointed-star.jpghttps://i1.wp.com/i.istockimg.com/file_thumbview_approve/18661172/3/stock-photo-18661172-five-pointed-star.jpg

John Adams é uma fascinante minissérie americana de 2007, em sete episódios, produzida por Tom Hanks e Gary Goetzman, para a HBO, sobre a vida e a obra do primeiro vice-presidente e segundo presidente dos Estados Unidos da América.

Adam (1735-1826) foi um personagem sui generis, um homem do seu tempo mas com uma capacidade e uma destreza intelectual que o colocava à frente do século XVIII. Contribuiu para isso o seu fascínio pelo iluminismo, o seu contacto com os ideais revolucionários franceses da época, reverenciando evidentemente a lei e o princípio da legalidade, e com a herança britânica, nomeadamente os filósofos do contratualismo clássico, como Thomas Hobbes, John Locke ou David Hume. Foi advogado, de muitas causas difíceis e polémicas, foi agricultor toda a vida, fazendo questão de manter sempre uma ligação à terra e ao trabalho braçal, foi embaixador em França, na Holanda e na Inglaterra, e chegou, com mérito, a vice-presidente de George Washington, sucedendo-lhe no cargo entre 1797 e 1801. Viveu 91 anos, morrendo, por ironia do destino, a 4 de Julho de 1826, dia nacional dos Estados Unidos da América e o mesmo dia da morte do seu adversário político, e porventura o único amigo pessoal, Thomas Jefferson (terceiro presidente dos EUA).

Com interpretações portentosas de Paul Giamatti, na pele de John Adams, e de Lara Linney, encarnando Abigail Adams, o enredo segue a mesma ordem da obra homónima de David McCollough. Esta produção viria a receber 13 prémios Emmy, incluindo os prémios de melhor minissérie, melhor actor principal, melhor actriz principal e melhor actor secundário para Tom Wilkinson. Não disponível em Portugal e em português europeu, a série pode, no entanto, ser facilmente adquirida na Amazon Espanha.

É uma obra fenomenal e muito digna de ser vista.

Nota 10/10.

© Hélder Filipe Azevedo, 15.VIII.2016


Categorias:Filosofia

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

LIVRE - BRAGA

CHAMADA PARA A MUDANÇA

A CASA DOS PENSADORES

Incursões filosóficas, Jurídicas, Políticas e Afins

El vuelo de la lechuza

Filosofía, literatura, humanidades. Revista cultural de referencia

Fujifilm Corporate Blog

Explore the world of Fujifilm

The Insatiable Traveler

Travel inspiration, stories, photos and advice

QWF Writes

Quebec Writers' Federation. Two cents, once a month.

The Daily Post

The Art and Craft of Blogging

The WordPress.com Blog

The latest news on WordPress.com and the WordPress community.

%d bloggers like this: